Full width home advertisement

Post Page Advertisement [Top]

(Fonte da Imagem: Google Imagens (Adaptado))

Ao procurar informações sobre esquizofrenia, para uma personagem que criei para um livro, me deparei com algo que achei realmente muito interessante o Transtorno Dissociativo de Identidade (múltiplas personalidades), que nada mais é que a condição onde uma pessoa possui duas ou mais personalidades.

Portadores deste transtorno tem uma das personalidades assumindo o controle sobre a sua personalidade principal. Seria como se outra pessoa que habita o mesmo corpo assumisse o controle da situação, ou seja, ao menos duas personalidades podem rotineiramente tomar o controle do comportamento do indivíduo.

Tal transtorno está geralmente ligado a traumas, onde o indivíduo como forma de defesa, se dissocia, para assim melhor lidar com a situação.

Geralmente, as pessoas com tal condição podem ter vários sintomas, que podem remeter a outros transtornos neurológicos e psiquiátricos, como transtornos de ansiedade, personalidade, humor ou esquizofrenia. Os sintomas do Transtorno Dissociativo de Identidade podem incluir:

*Depressão;
*Ansiedade;
*Dores de cabeça;
*Lapsos na percepção do tempo;
*Preocupações excessivas;
*Pensamento suicida.

Outros sintomas podem incluir fatos menos palpáveis como a despersonalização, ou seja, o indivíduo sente que é um espectador de sua própria vida. Em alguns casos, além de parecer assistir o filme de sua vida, pode acontecer à desrealização, que é não reconhecer pessoas próximas e familiares, acreditando que tais pessoas sejam completas estranhas para ele, ou pior que essas pessoas sejam irreais.

Na cultura pop temos alguns casos deste transtorno, consigo lembrar agora:

*O médico e o monstro;
*Hulk da Marvel;
* No filme O amigo oculto;
* Na comédia com Jim Carrey Eu, Eu mesmo e Irene;
*No anime Cavaleiros do Zodíaco, o cavaleiro de gêmeos, Saga;
*Na série Bates Motel, o personagem Norman Bates;
* Em O Senhor dos Anéis, Smeagol / Gollum.

O estranho caso da mulher que só enxerga ao mudar de personalidade

Um caso que chama muito a atenção é de uma mulher alemã que tinha inúmeras personalidades, e que desde os 13 anos de idade estava cega, devido a um grave acidente. As personalidades dela eram bem diferentes, a paciente sabia falar alemão e inglês, mas algumas das personalidades dela falavam somente alemão, outras falavam apenas inglês, algumas misturavam os dois idiomas, e além de serem personalidades distintas não chamavam tanto a atenção quanto uma em especial, a de um adolescente. A personalidade destacada surgiu após alguns anos, indo com seu cão guia para o consultório médico onde se tratava, a paciente entra para consulta, e consegue enxergar, de começo algumas letras da capa de uma revista, depois alguns objetos, até chegar ao ponto de recuperar completamente a visão. Mas tal feito foi temporário, pois ela só enxergava quando encarnava a personalidade deste adolescente. (Vou deixar o link da matéria AQUI)

Nosso cérebro é capaz de fazer tanto para nos defender, até mesmo criar novas personalidades para nos proteger, mas convenhamos que chegar a ponto de criar uma cegueira psicológica é algo no mínimo curioso. Às vezes a realidade é mais fantástica que qualquer ficção.

Escrito por: Mário Resmin
Referências: WikiFreak TV  e  BBC

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bottom Ad [Post Page]