Full width home advertisement

Post Page Advertisement [Top]



(Fonte: Google Imagens)

Você já ouviu falar de Clarissa Glenn?

Clarissa tinha apenas 18 anos quando foi morar sozinha em um apartamento em St. Ives na Cornualha, para ficar próximo aos seus amigos que assim como ela haviam terminado o ensino médio.


(Fonte: Google Imagens)

Assim que ela se mudou, foi informada que em seu apartamento a inquilina anterior havia cometido suicídio, enforcando-se neste mesmo apartamento (não foi informado o cômodo exato). Clarissa ligava regularmente para sua família queixando-se de estranhas anomalias no ambiente e um sentimento que existia algo a mais ali. 

Sua família implorou para que ela voltasse para casa, mas sem sucesso, eles até diziam que pagariam qualquer pendência que ficasse no local, mesmo assim, Clarissa não deu ouvidos.

Sua irmã Lara disse em nota ao jornal Mail, que sua irmã se assustava com o sobrenatural. Ela acreditava que o espírito da ex-moradora assombrava o local e Clarissa se queixava durante vários dias da semana sobre pesadelos extremamente vividos para ela.

Clarissa Glenn era popular no local onde trabalhava, um Pub, como garçonete. Entre um turno e outro ela bebia e se divertia com seus amigos e colegas de trabalho, ela sempre ia embora pela manhã. Quando ela não apareceu no plantão seguinte, seus amigos foram até o seu apartamento e a encontraram morta, enforcada em seu banheiro.


(Fonte: Google Imagens)

Clarissa dizia que sonhava com a tal entidade e isso a assombrava, ela ouvia e sentia coisas estranhas no local mas se recusava a sair. A família da jovem afirmou que ela sofria de episódios de sonambulismo e sonhos extremamente vívidos. Depois de sua morte, a polícia averiguou o caso e foi constatado que a tacha de álcool no sangue de Clarissa estava muito elevada e que a ocorrência da morte da ex-moradora era falsa, ninguém havia morrido naquele apartamento, bom, ninguém antes de Clarissa.

Ela se enforcou em um de seus episódios de sonhos e sonambulismo, as presenças que dizia que havia na casa não passavam de sua imaginação fértil e tudo isso não passou de um boato de mal gosto que resultou na paranoia de uma jovem com a mente fértil.

... Ou será que não?...

Escrito por: Camila Cruz
Referência: Daily Mail
De: Não Entre Aqui

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bottom Ad [Post Page]