Full width home advertisement

Post Page Advertisement [Top]



Olá caros Leitores!

Vocês gostam de poemas e poesias? Tenho certeza que você já mandou uma cartinha com as lindas rimas para a(o) 10/10 na época do colégio.

Ah! o amor, aquelas lindas frases que achávamos que estávamos arrasando, não é mesmo? E se nós do Não Entre Aqui  trouxéssemos uma concepção diferente de poema? Um que pode virar um jogo?Você provavelmente conhece o tabuleiro ouija, charlie charlie, brincadeira do copo/compasso e esconde-esconde sozinho, mas, duvido que conheça o jogo do Inferno de Tomino.

 Fonte: Google imagens

Esse jogo é muito simples e existe somente uma regra: Recitar todo o poema em voz alta e clara.

Em minha pesquisa, não encontrei especificações de em que idioma precisa ser lido, a única regra era; leia em voz alta. (Não faça isso, não nos responsabilizamos por nenhum dano a quem tentar)

Esse poema foi escrito por Saijo Yaso em 1919. Alguns sites informam que existem dois escritores que transcreveram esse mesmo poema , mas em épocas diferentes, ao que parece não se tem uma real fonte confiável sobre a origem e quem realmente foi o perturbado que desencadeou e ligou o poema a uma maldição.

Bem, chega de enrolação. Deixarei o poema em sua língua original e uma rápida tradução-literal do contexto.

REGRAS: 1 - Para funcionar e você se  amaldiçoar, é só lê-lo em voz alta de preferencia em sua língua original.

2 - Para somente saber o conteúdo e não sofrer consequências , leia em sua mente, não pronuncie nenhuma das palavras.

3 - Se fizer, grave e nos mande rs nos conte como foi a experiência.

Língua Original

Google imagens

地獄 ミ ノ の 地獄
Tomino no Jigoku


E は 血 を 吐 く 、 妹 (い も と) は 火 吐 く 、
、 、 、 、 、 、 、 、 、 、 、 、 、

。 い ト ミ ノ は 宝玉 (た た ま を 吐 吐 く。
kawaii ino ta ta ta ta ta ta ta ta ta ta

Itor と り 地獄 に 落 ち ゆ く ト ミ ノ 、
hitori jigoku ni ochiyuku tomino,

。 く ら や み 花 も 無 き。
jigoku kurayami hana mo naki.

、 で 叩 く ト ト ミ ミ の の
姉か 、、 、 、 、 、 、 、

鞭の朱総(しゅぶさ)が気にかかる. 
Muchi não ga shuso ki ni Kakaru.

、 け や 叩 き や れ 叩 か ず ず て も も
ata tatake yatataki yare tatakazu totemo,

。 地獄 は ひ と つ み ち。
mugen jigoku wa hitotsu michi.

、 い 地獄 へ 案 内 (あ な い) を た の む 、
kurai jigoku e anai wo tanomu,

。 の 羊 に 、 鶯 に。
kane não hitsu ni, uguisu ni.

、 の 嚢 (ふ く ろ ろ) に や い ら ら ほ ど 入 れ よ 、
、 、 、 、 、 、 、 、 、 、 、 、

。 地獄 の 旅 支 度。
mugen jigoku não tabishitaku.

、 が 来 て 候 (そ ろ) 林 に 谿 (に に) に 、
haru ga kitesoru hayashi ni

。 い 地獄 谷 七 曲 り。
kurai jigoku tanina namagari.

、 に や 鶯 、 車 に や 羊、
。 い ト ミ ノ の 眼 に や 涙。
kawaii tomino não me niya namida.

啼けよ,鶯,林の雨に
nakeyo, uguisu, hayashi no ame ni

。 恋 し と か か ぎ り。
imouto koishi para koe ga giri.

、 け ば 反響 (こ だ ま) が 地獄 に ひ び 、
nakeba kodama ga jigoku ni hibiki,

Un 牡丹 の 花 が さ く。
kitsunebotan não hana ga saku.

、 七 山 七 谿 め ぐ る 、
jigoku nanayama nanatani meguru,

。 い ト ミ ノ の ひ と り 旅。
kawaii tomino no hitoritabi.

、 ご ざ ら ば も て 来 て た も れ 、
jigoku gozaraba mote kite tamore,

。 の 御 山 (お や ま ま) の 留 針 (と め り り) を
hari no oyama não tomebari wo.

、 い 留 針 だ て に は さ さ ぬ 、
akai tomehari data niwa sasanu,

。 い ト ミ ミ の め め る し に。
kawaii tomino no mejirushi ni.


Fonte do poema: David Bowles


Bem, Não sei nada de Japonês ,mas se alguém aí souber pode nos corrigir.

Tradução > Inglês > Português

O Inferno de Tomino

Irmã mais velha vomita sangue, a 
irmã mais nova respira fogo 
enquanto o doce Tomino 
acaba de cuspir as jóias. 

Sozinho Tomino 
vai cair nesse inferno, 
um inferno de escuridão absoluta, 
sem flores.

A irmã mais velha de Tomino é 
quem o chicoteia? 
O propósito da flagelação 
está escuro em sua mente. 

Chicote e debatendo ele, ah! 
Mas nunca se despedaçando. 
Um caminho seguro para Avici, 
do inferno eterno.

No mais sombrio dos infernos o 
guio agora, eu oro - 
para a ovelha dourada, 
para o rouxinol.

Quanto ele colocou 
naquela bolsa de couro 
para se preparar para a sua jornada para 
o inferno eterno?

A primavera está chegando 
ao vale, à floresta, 
aos abismos em espiral 
do inferno mais negro.

O rouxinol em sua gaiola, 
as ovelhas a bordo do vagão 
e lágrimas nos olhos 
do doce Tomino. 

Cante, o rouxinol, 
na vasta floresta enevoada - 
ele grita, sente falta de 
sua irmãzinha.

Seu desespero lamentando 
ecoa por todo o inferno - 
uma peônia de raposa 
abre suas pétalas douradas.

Passando pelas sete montanhas 
e sete rios do inferno - 
a jornada solitária 
do doce Tomino.

Se neste inferno eles forem encontrados, 
que eles possam vir a mim, por favor, 
aqueles afiados pontos de punição 
da Montanha da Agulha. 

Não apenas com um capricho vazio. 
A carne é perfurada com alfinetes vermelho-sangue: 
eles servem como sinalizadores infernais 
para o doce Tomino. 

Tradução de: David Bowles


Verdade ou não, esse poema por si só já é bem estranho e se você ler cada parte e parar para pensar ele sugere muitas coisas ocultas.

Oque achou desse poema no minimo curioso? Comente sua opinião, teremos todo o prazer de responder!


Escrito por: Camila Cruz
De: Não Entre Aqui

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bottom Ad [Post Page]