Full width home advertisement

Post Page Advertisement [Top]


“Corra!! Corra enquanto há tempo...
 Corra, corra se  puder. Corra, corra e não pare.
Não olhe para trás.
 Não respire alto, não olhe para a sombra cortante...


 Não... NÃO!!!!”

Assim que chegaram em frente a casa havia uma enorme placa, quase não dava para ver oque estava escrito em baixo, mas dava para ver perfeitamente o nome gigante ‘NIGTH HOUSE’

- Que merda é essa?
- É uma casa!

- Eu acho que sei o que é uma casa... Quero saber porquê viemos parar justo nessa aqui?!

Eduardo e Alice falavam alto demais para a curta distância em que se encontravam. Megui ria igual a uma criança entusiasmada com um novo brinquedo e Eduardo a olhava como se ela estivesse louca.

Um dia antes, todos se reuniram na casa de Erick para falar dos preparativos para a festa de despedida de Megui. Ela iria se mudar para outro estado e ficaria difícil de vê-la por um bom tempo. Todos se reuniram para discutir as opções. Aline, Alice, Eduardo, Megui e Erick.

Com quase três horas e meia de decisão, Megui exigiu uma festa 'surpresa' numa casa com a temática ‘casa assombrada’. Megui amava tudo relacionado a terror.

Erick, faz alguns gestos um tanto quanto exagerados e diz:

- Megui, com tantas opções, você vai mesmo querer uma festa ‘surpresa’ para causar medo?

Aline o encara e diz:

- E fora que se você pediu a festa, ela não será mais surpresa.

Mas não tinha conversa.

Quando todos aceitaram que não teria mais jeito, decidiram fazer o que Megui queria, afinal, a festa tinha que agrada-la, ela tinha que ficar feliz. Megui saltitou de alegria feito uma criança e isso dava calafrios em Eduardo.

Ela disse que os levaria na casa perfeita para a festa.

Megui se empolgou e sorriu levantando as chaves de um jipe de Erick dizendo:

- Eu dirijo!

Todos se apertaram no jipe e rezaram para ir tudo bem para onde quer que Megui os estava levando. E assim que chegaram, a primeira visão foi um portão grande com trepadeiras intensas por todo o ferro e um grande cadeado acorrentando o portão.

Depois de um tempo, Eduardo foi o primeiro a se pronunciar:

- Que merda é essa?

Megui deu gritinhos de histeria misturados com alegria e disse:

- É uma casa!

Eduardo retruca:

- Eu acho que sei o que é uma casa... quero saber porquê viemos parar justo aqui?!

Megui o olha e responde:

- Quero a minha 'Festinha' aqui! Não é linda?

Todos se entreolharam e responderam em uníssono – NÃO!

Megui simulou cara de triste e abriu uma bolsa preta que pegara antes de sair de casa. Ela retirou um alicate tipo turquesa e foi em direção a corrente.

Todos a olharam. Ela abriu o portão com um ranger estridente, porém,  não foi difícil deslizar as grandes grades de ferro enferrujado.

Todos se entreolharam e seguiram a menina portão a dentro. Olhando ao redor viram que a grama estava tão grande, como se não morasse alguém ali há anos.

Desta vez, foi Alice que se pronunciou:

- Megui, tem certeza que não mora ninguém aqui? 

Megui responde:

- Claro que tenho, não deve morar ninguém aqui a no mínimo uns dez anos.

Aline olhou ao redor e percebeu cinco árvores tão próximas que se perguntou por que as raízes não se tocaram. Ainda com o foco ao redor, percebeu que a casa estava coberta por plantas acerca de suas estruturas e paredes, formando uma parede verde com pedaços de reboco e madeira expostas.

Eles caminharam em direção a porta e perceberam que Erick carregava uma mochila grande preta.

Alice aponta para a mochila e pergunta:

- Erick, onde arrumou isso? 

Erick faz uma careta e sorri respondendo:

- A doida da Megui mandou eu carregar... ela disse que é linda demais pra carregar peso.

Alice continua curiosa:

- O que tem ai dentro?

Desta vez Megui se antecipa, e diz contando nos dedos:

- Alicates, cordas, barras de cereal, fita, cartolina, giz... coisas básicas.

Alice a olhou de lado e se convenceu de que a menina via filmes demais e resolveu entrar na onda.

Se era pra ser a festa de despedida perfeita, Alice não sabia mas poderia jurar que não sentia nada de bom emanar de dentro daquela casa.


Não percam a próxima parte: Permissão concedida !!!
Escrito por: Camila Cruz

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bottom Ad [Post Page]