Full width home advertisement

Post Page Advertisement [Top]


(Fonte: Google Imagens)


Estou sentado esperando o embarque, estou muito assustado, estou suando frio, pessoas ao meu redor percebem meu estado, um senhor chega até mim:

-Senhor? está precisando de alguma coisa?

Me assusto com a presença dele, mas respondo:

 -Não, não obrigado estou bem, estou apenas cansado.

O senhor se afasta de mim com um certo medo no rosto, o sono me domina, tento me acalmar dormindo um pouco, até chegar a hora.

Acabo sonhando que estou em um quarto muito bonito, as paredes são brancas, a cama está bem arrumada, há uma bebida em cima da cama. Me sinto calmo, sinto paz naquele momento, até que ouço uma voz:

-Olá!

-Quem está aí?!

Rapidamente as paredes que eram brancas se tornam grades escuras, a cama derrete completamente, a bebida, vira uma mistura pastosa escura e estranha, o medo toma conta de mim, meu coração bate violentamente, minha pressão está abaixando, sinto o suor descer pelo meu rosto, sinto meu corpo arrepiar, quando a voz maldita fala novamente:

-Seja bem vindo David!

-QUEM ESTA AI?!

Quando  grito a garota surge atrás das grades, era Alice, estava sorrindo, e se aproxima de mim enquanto falava:

-Ele gostou de você, sabia?

-ELE QUEM? ME DEIXE EM PAZ!

-Não deixe ele nervoso, você não quer se juntar a eles, quer?

A garota acaba de falar e aponta para cima, no momento em que olho, há muitas pessoas mortas penduradas por cordas ensanguentadas.
O medo me consome e escuto uma voz feminina, acordo, hora de embarcar, pego minha mochila e me levanto, perco a sensação de sono muito rápido, estou bastante suado, o medo está nítido em meu rosto, estou andando rápido. Olho para o céu e vejo que está ficando nublado, sinto um calafrio antes de embarcar, estou em dúvida sobre o que fazer, largo a mochila no chão e me sento na cadeira, todos embarcam, e eu permaneço parado, pego minha mochila e vou para o banheiro.

Jogo uma água no rosto, e falo para mim mesmo. O que eu estou fazendo?

A descarga e ativada, e a porta se abre. Meu coração dispara... sai de la um homem fico mais aliviado, estou bastante estressado. Pego minhas coisas e vou embora, entro no carro, fico lá parado, minha cabeça esta uma confusão não paro de pensar nos acontecimentos, nas vozes e nas crianças. O que está acontecendo?

Ligo o carro e vou para um hotel próximo, decido passar a noite lá, preciso de descanso. Peço um quarto e vou logo subindo, chegando lá jogo minha mochila no chão fecho a porta e despenco na cama.

Pego meu celular para ver se chegou algo, mas nenhuma notificação, sempre fui um homem sozinho, apenas eu e meu trabalho, escolhi não me envolver com ninguém por causa destes acontecimentos, uma escolha difícil, mas era preciso.


Continua....
Não percam o próximo capitulo de Conectados pelo mal


Escrito por: Vinicius Melgaço
Adaptado por: Camila Cruz
Disponível em: Ler Pode Ser Assustador e Não Entre Aqui

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bottom Ad [Post Page]